Destaques

  • Acesse e COMENTE!
  • Muito Obrigado !
  • Acesse e COMENTE!
  • Sigam-nos os bons!
  • Visite o nosso antigo blog!

Sobre o Blog

O antigo Ovelha Blog, agora vem com cara nova, nome novo, tudo novo, para o Desafio Do Conhecimento 2010, realizado pela It's com o apoio do SENAI.
Seus integrantes, quatro alunos do terceirão do Colégio SENAI de Tubarão, tentam mais uma vez levar seu blog ao topo, e sempre dando dicas para os jovens sobre os temas divulgados.
Na última edição do desafio, o então, Ovelha Blog, ficou em segundo lugar, com uma nota de 9,2, ficou atrás somente do blog O Pasquim, que teve a nota de 9,5.

Sejam todos bem-vindos ao novo Ovelha Blog, ou melhor,
OVELHA FAKE!

Importância do primeiro emprego

Primeiro emprego, e ultimo “post”, quase a mesma coisa, aquele nervoso, agora é tudo ou nada, agente vai ver se somos competentes mesmos, é a hora do vamos ver, você sabe ou não fazer!
O primeiro emprego vem também do estágio, o famoso escravo pré-emprego, você testa suas habilidades para ver se está apto a exercer tal serviço. Fique tranqüilo, carteira assinada SEMPRE, você tem seus direitos, exija eles, leia bem o contrato, saiba bem com quem está lidando, veja o histórico da empresa, pergunte aos conhecidos sobre quem trabalha lá, afinal, seu trabalho é sua casa, porque se você for mau no trabalho, você não fica tão bem, e conseqüentemente afeta os outros ao seu redor.

O Início

Quando entrar, passar pelo processo seletivo, assinar a papelada, você vai dar de cara normalmente com o “monstruoso 1º dia de trabalho” aquele aonde você sabe tudo, mais não sabe nada! Você parece que está aprendendo tudo de novo, aos poucos vai se lembrando, mais com o tempo você vê que tudo aquilo que você estudou tem aplicação pratica, e fica divertido, e trabalhar com diversão é a melhor coisa que podemos fazer, por isso, saiba fazer escolhas, escolha o que você realmente quer e acha que vai ser o melhor. Se por se divertir trabalhando (se não sente o prazer de trabalhar) você tem que tentar aceitar que aquele seu conhecimento foi adquirido, mais foi justo no 1º emprego que você ficou sabendo que não é aquilo que você quer, não desista, procure outras vagas, muitas vezes, são só problemas de faltas de oportunidades, ou então, continue trabalhando e tente começar a estudar outra área, TENTE, INVENTE, hoje em dia todos temos qualidade o bastante pra todo dia criarmos uma ÁREA só nossa.


Legal! Então o primeiro emprego é garantia de sucesso?

É importante saber diferenciar interesse de projeto de vida. Entre os dois há uma enorme distância em termos de esforço e dedicação. Gostar de tocar piano, não te faz um pianista de sucesso. Assim como gostar de jogar futebol, não é suficiente para se tornar um jogador famoso.

Mas, o que é o sucesso para você? O significado de sucesso varia de pessoa para pessoa. Enquanto para alguns o sucesso está relacionado com uma boa remuneração, para outros sucesso é ter seu nome reconhecido. Saber o que é motivo de realização profissional é um passo importante para quem quer desenhar um planejamento da carreira.

É provável que você passe mais tempo envolvido com a sua profissão do que com qualquer outra atividade. Os profissionais realmente bem sucedidos são os que alcançam a felicidade em suas profissões, tem prazer no seu dia a dia, agem de acordo com seus valores e que recebem remuneração adequada.

E por falar em remuneração, é importante considerar que satisfação pessoal e sucesso financeiro podem caminhar juntos. Acredita-se que quanto mais motivado está o profissional, mais produtivo ele se torna. Existe um ditado que diz: “Descubra o que você gosta de fazer, e nunca mais trabalhe na vida”. Ou seja, é possível se divertir trabalhando.

Dez Dicas para a grande procura:

1 - Estar bem arrumado, cabelos e unhas bem aparados. Se tiver cabelos compridos, amarre-os, se não quiser cortá-los.
2 - Roupa social é sempre o mais indicado. Preste atenção nos detalhes, sapatos limpos e engraxados, roupa bem passada e devidamente abotoada. Pode não parecer, mas se você não prestar atenção, que está te contratando vai prestar.
3 - Ao adentrar a sala do entrevistador seja educado e formal, tomando a iniciativa de cumprimentá-lo com bom dia e estendendo a mão. Palavras somo Sr., Sra., Srta., devem ser usadas sempre que julgar necessário, ao perceber que a pessoa é muito formal.
4 - Tenha confiança em você mesmo, mas só fale sobre o que sabe e pode fazer. Não minta jamais.
5 - Não utilize gírias ou termos técnicos demais, seja claro e objetivo.
6 - Não use demais as mãos para "falar". Gestos demais e muita movimentação são sinais de nervosismo e insegurança. Roer unhas e mexer demais nos cabelos também.
7 - Seja honesto e diga sempre que não entendeu algo, quando ele se referir a alguma atividade profissional que poderá vir a desempenhar. Pergunte sobre detalhes da atividade e se mesmo assim não entender, diga que não sabe do assunto.
8 - Enfatize bastante suas qualidades profissionais e suas áreas de conhecimento. Suas qualidades pessoais também deverão ser colocadas a vista. Mostre liderança, tolerância e capacidade de absorver informações.
9 - Seja cordial em todos os momentos, mesmo se o entrevistador mostrar descaso com sua entrevista. Isso pode ser apenas um teste. Mostre também interesse sobre a empresa e entusiasmo sobre o que poderá vir a fazer.
10 - Mesmo se for recusado na entrevista, mostre ânimo e cordialidade. Hoje você não foi o escolhido, mas amanhã poderá ser.


Mais dicas...

Plano básico de marketing pessoal em dez etapas para conquistar seu primeiro emprego:
  • Etapa 1 - conhecer o mercado em que pretende atuar.
  • Etapa 2 - elaboração do currículo.
  • Etapa 3 - preparação para a entrevista.
  • Etapa 4 - desenvolvimento de competências comportamentais.
  • Etapa 5 - desenvolvimento de competências técnicas.
  • Etapa 6 - construir uma networking – rede de relacionamentos.
  • Etapa 7 - definir os meios para buscar uma vaga.
  • Etapa 8 – traçar objetivos e metas a serem alcançadas.
  • Etapa 9 - elaborar um planejamento.
  • Etapa 10 - iniciar a execução do plano.


IMPORTANTE PARA O 1º EMPREGO: texto de Paulo Cesar Martin Guimarães

O que é importante ser considerado? 
O aspecto mais importante é o lado comportamental, as atitudes diante da vida e do trabalho, tais como a vontade, o querer, o senso de responsabilidade e de disponibilidade. Nesse momento, a experiência ainda é pouco relevante. 
Mesmo sendo muitas vezes difícil o 1º emprego e quase sempre demandado diante de uma forte necessidade financeira familiar, ainda assim o que deve prevalecer é a motivação, o interesse pessoal de poder trabalhar, de ser útil e de crescer. 
Exemplos: 
Muitas vezes, na busca do emprego, os pais levam os filhos praticamente a reboque na busca do trabalho. Logo nos primeiros contatos, pode-se perceber que a vontade é dos pais e que, se pudesse, o filho diria: “Me inclui fora dessa!” 
Outras vezes, dizem que desejam muito trabalhar, mas, quando lhe são colocadas as exigências da função, como, por exemplo, trabalhar aos sábados ou em horário noturno, o seu querer se dilui... 
Sem a vontade interior e um nível de consciência do que seja um trabalho, do que seja uma empresa, ou mesmo do que uma empresa espera ou valoriza em seus funcionários, não podemos esperar muita consistência no querer do iniciante, podendo haver vulnerabilidades na relação de trabalho. 
Outro aspecto fundamental: o jovem precisa estar de prontidão para não perder uma oportunidade profissional. Existe uma frase de autor desconhecido que expressa bem esta situação:
“Quando a oportunidade bate à porta, algumas pessoas estão no quintal, procurando o trevo de quatro folhas”.
O que fazer para estar de prontidão? 
- Desenvolver a autoconfiança, a auto-estima e a cidadania. Qualquer que seja a relação de trabalho, exigirá maturidade. Nos contatos pessoais, o jovem deve demonstrar sua espontaneidade, humildade e honestidade. Transmitir uma imagem positiva e bem humorada. Agir com proatividade, não esperando que os outros façam por ele, aquilo que só ele pode fazer.
- Estimular o autoconhecimento e autocrítica pessoal, ampliando a consciência de seus pontos fortes e dos aspectos que precisam ser desenvolvidos, em termos de conhecimentos, habilidades e comportamentos.
- Ter bom senso, disciplina e responsabilidade ao procurar o seu trabalho, cuidando da sua apresentação e aparência pessoal. Lembrar-se que uma boa apresentação começa pela higiene, pelo uso de roupas e de acessórios pessoais discretos e de uma comunicação respeitosa e adequada à realidade.
- Dedicar-se aos estudos, principalmente os de natureza profissionalizante. O jovem deve ter a consciência de que o caminho para ingressar e competir neste mundo ou mercado de trabalho passa pela educação. Às vezes, muitos deixam os estudos por causa do trabalho.
-Adquirir conhecimentos de ferramentas básicas de informática, como editores de texto, planilhas, internet, etc, antes de procurar um trabalho.
-Participar de trabalhos voluntários. Hoje existe uma gama de oportunidades que ajudam a ampliar a visão prática do mundo, das organizações e a formar uma rede de relacionamentos. São locais onde será possível obter referências interessantes para a conduta social e desenvolvimento da cidadania, pois propicia contato com pessoas com experiência de vida, capazes de transmitir uma boa orientação. Além disto, percebendo o seu esforço, suas atitudes e habilidades poderão ajudá-lo a abrir as portas para o mundo do trabalho. Ex: Associações Comunitárias, ONG’s, Pastorais da Igreja, movimentos comunitários, etc.
- Aproveitar o seu tempo e energia. Estar atento aos cursos extracurriculares e aos eventos e atividades culturais, muitos deles gratuitos ou de baixo custo. Como exemplo, podemos citar os cursos de iniciação às relações de trabalho e práticas administrativas empresariais, técnicas de apresentação, participação em eventos culturais e de conhecimentos gerais, tais como seminários, palestras, fóruns, debates, etc. Navegar na internet, desenvolver o hábito da leitura (livros, revistas, jornais, opiniões, etc), assistir pelo menos um telejornal diariamente e buscar o domínio de um outro idioma são iniciativas capazes de ampliar suas possibilidades de sucesso na busca pelo emprego. O fundamental é o jovem demonstrar que está conectado com o mundo em que vive, pois esta sintonia é percebida positivamente pela maioria das empresas. Deve ser capaz de perceber a si mesmo, aos outros e às situações, estando atento a tudo. Além disso, deve estar aberto e disposto a perceber, perguntar, escutar, dialogar e aprender. 
Quem busca o primeiro emprego deve procurar um trabalho onde possa aprender e dar um pontapé inicial em sua carreira, e não apenas um emprego, valorizando só o lado material como 13º, FGTS, estabilidade, vantagens, etc. Despertar para suas potencialidades e descobrir a sua vocação (voz interior) geralmente são alavancas que facilitam a caminhada de êxito no plano pessoal e profissional. 
Por outro lado, as empresas devem estar abertas e preparadas para desenvolver ao máximo o potencial de cada novo colaborador, principalmente, aquele que estréia no seu primeiro emprego, ou seja, integrando-o, capacitando-o e criando condições favoráveis para que possa adaptar-se e mostrar todo o seu talento na empresa. Esta experiência profissional, muitas vezes, é determinante para o surgimento do entusiasmo, interesse e comprometimento das pessoas, que nunca tiveram a oportunidade de conviver num ambiente empresarial. 
Finalmente, para elucidar as reflexões acima, transcrevo uma frase do consultor de empresas e escritor Peter Drucker: “Dê-me um funcionário de escritório com objetivo e eu lhe darei alguém que fará história. Dê-me alguém sem objetivo e eu lhe darei um funcionário de escritório.” 

Paulo Cesar Martin Guimarães - psicólogo empresarial, bacharel em Direito e especialista em Gestão de Recursos Humanos pela FGV. Sócio-Consultor da Humana Consultoria Empresarial em Belo Horizonte / MG. 

Matéria publicada em 01/11/2006   - Edição Número 87


















Entrevista concedida pela consultora empresarial Viviane Rodrigues ao Programa Destaque (SBT) no dia 08/08/2007.
















Max Gehringer revela que não saber qual carreira seguir ...entre 15 e 18 anos é normal. Direito e jornalismo são áreas já saturadas. E administração é uma boa opção para quem ainda não se decidiu.



















Jeferson Fernandes fala sobre seu primeiro emprego.



Administradores - Como Encontrar Uma Vaga Sem Ter Experiência



DESPEDIDA DA OVELHA

É galera agente vai dando o “tchauzinho” da ovelha, esse ano foi complicado, temos o temido TCC pra terminar e apresentar, o técnico correndo junto, o EM pra tentar passar (que é claro que a galera aqui vai passar), trabalhos, sem falar na vida pessoal da turma, que afinal, somos 4 homens que adoramos essas aventuras de adolescência, festas, amigos, namoradas, GRANDES AMIGAS , GRANDES AMIGOS, tudo isso todo dia, 24 horas é muito pouco não é verdade, mais muitas vezes agente passa dias que querermos que nunca terminem mais outras vezes temos alguns dias ou aquele final de semana que queremos que nunca termine!
Agradecemos ao pessoal It’s, a todo o SENAI, e a vocês que nos acompanham desde o ano passado, nosso muito obrigado da Ovelha Fake.

4 comentários:

Tadeu Shimith disse...

Muito bom pessoal, estou torcendo por vocêis ((:

Matheus Souza disse...

Iraaado pessoal, parabéns!!!!

ismael_scarpato disse...

Ótimo post pessoal, parabéns!

yu mendes disse...

lindo o post, oinshee

Postar um comentário